segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Prisão camuflada


Imagem da Internet



Numa época completamente desconhecida e em meio estranho.
Nem nascido das minhas entranhas, nem eu entranha dele.
E convida-me a morrer primeiro.
E eu o convite a irmos os dois, como desafio.
Poderia o ter desafiado a mesma medida,
mas propus com igualdade da mesma proposta que me lançou.
E me desdobrei em mim para entender um pouco
Do mundo que terminei por estar
Mas não aceitei estar pra sempre lá
Por que não era minha casa, não era meu lugar
Tinha cara de liberdade apenas,
Mas por trás de todos aqueles enfeites
Havia uma prisão sombria
Onde todos os inocentes  eram lançados
Uma ordem era dada e por estar num lugar desconhecido
Todos se tornavam servos, escravos e vitimas
Eu...apenas lutei incansavelmente para sair
Daquele lugar de vida e alegria camuflada...

Cristina Lira




9 comentários:

  1. E se nos colocarmos a pensar constantemente estamos a viver esta batalha que é a vida e muitas vezes uma batalha interna que nos consome e nos desgasta como numa prisão sombria desordenando todo nosso eu interior.
    Lindo espaço! Beijos e estou a seguir-te :)

    ResponderExcluir
  2. às vezes a luta inglória nos leva a repensar nas mudanças..

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  3. Há lugares para onde o destino nos leva que não são bonitos, mas temos que ter a força necessária para conseguirmos de lá sair...
    Muito bonito minha amiga!
    bj

    ResponderExcluir
  4. É tão gostoso lê teus poemas, suas ideias e a sua visão deste mundo observado por teus belos olhos e pelos teus lindos e belos poemas.
    Cristina, isto me parece uma história medieval,mas se fossemos reparar o que realmente está havendo, pode-se vê que não adianta ter tanta felicidade na vida se ela é irreal.Não adianta ter pessoas que demonstram que gosta de nós, mas só parece por que apenas estão te recrutando a viver algo que não é seu e não é a sua maneira de viver...Existem pessoas que não são feitas para viver em gaiolas, mas sim para voar pelo mundo...Em um mundo tão grande, a vida social se torna uma gaiola bonita, mas o que adianta ter uma gaiola bela, comida e àgua fresca, se não temos o principal''A nossa forma de viver e observar este mundo com os nossos proprios olhos''!

    ResponderExcluir
  5. Celas que habitam muitos lugares.Parabéns.

    ResponderExcluir
  6. Seu blog é óptimo,gostei dou-lhe meus parabéns. É um sitio que não queremos ficar.
    Com votos de grandes vitórias.
    PS. Se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais, faça-o de forma a que possa encontrar seu blog para segui-lo também.
    Sou António Batalha.

    ResponderExcluir
  7. Cris como vc está meu anjo!
    Estive de férias e tentando colocar minhas visitas em dia rsrs..
    Lindas palavras e concordo com Apenas eu.... parabéns..
    beijos em seu coração.
    PS: aguardo vc em meu cantinho viu mocinha.. rsrs

    ResponderExcluir