A última lágrima

Imagem da internet

Aqui estou eu
Lançando-se em um sempre dentro de mim
Com todos os nomes e nenhum deles
Firme na caminhada como uma bússola
Apontando para todas as direções
Qualquer uma delas levará a algum lugar
Mas poderá não ser o lugar ideal
Acalmando a chuva com o desejo de sonhar novamente
Bebendo do cálice que vai passando
Mas não deixando-o chegar ao meu coração
Eu vômito o liquido novamente
Esperança ainda estará aqui como sempre esteve
Não ficará meu corpo preso na flor que murcha
Contando...um...dois..três
E acelero os passos, o delírio é meu ou não pertenço a essa realidade
Corrente lançada e prendendo meu pescoço
As mãos...e digo não
Correntes nos pés
E digo não
Respiração tomada aos poucos...e digo não
Rebatendo até o ultimo segundo depois paralisia
A única coisa que se move é a lágrima
Que desce num canto do olho
E contorna minha face... e eu digo não
Desejo sonhar com todo meu coração
Romper as cadeias... e agora paralisada
Banhada pela lágrima pura que rola na imundície
Do piso corrompido...
Navegando agora de volta pra casa
Para a casa que nunca estive, mas sabia que era minha.


Cristina Lira


 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia você aprende... - Willian Shakespeare - ( Um dos textos que gosto)

Valorize a pessoa que está ao seu lado e que te aceita como és...

A vida passa rápido demais