quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Eu agora tenho anticorpos

Imagem da Internet


E hoje sou forte, muito forte!
Não é qualquer um que pode ir entrando na minha vida, fazendo bagunça e tirando a ordem dos meus livros na minha estante.
Isso, na realidade não é permitido a ninguém.
Na minha vida há espaço para todos.
Mas já na porta de entrada há uma placa que diz:

Quer entrar, entre.
Fique a vontade.
mas se suas intenções não forem boas é melhor voltar.
Agora tenho anticorpos contra tudo aquilo que poderia estragar o meu encanto que é viver e existir.

Quer me amar, me ame. Do contrário não terei problemas em me despedir, e ver você partir.


Cristina Lira






Minha alma confessa

Imagem da internet




Oh! Minha alma, aquieta-te em mim
Despende dessa situação
E caminha em paz, se é que consegues

E minha alma a gritos abafados diz que te ama
Mas isso não pode ser
Ela teu nome chama, da noite ao alvorecer
Mas teus ouvidos longe, não poderiam entender

E minha alma confessa que sabe
Que de tanto que confessa ao universo esse amor
Sua alma também já sente
O sentir que dá minha se apoderou...

Cristina Lira


Imagem da Internet



Guardando na memória

Imagem da internet


Arquivando os bons momentos...

Cristina Lira


Passando com meus sonhos

Imagem da internet

Com licença, mas estes são os meus sonhos, e eles são só meus.
Permita-me passar com eles.
Pois este espaço, o de sonhar, é só meu!

Dá licença aí... que já vou indo realizar alguns...
Ah! Não me pergunte nada, não saberia dar respostas previsiveis sobre eles.


Cristina Lira



Filme da vida



Imagem da Internet


A vida é um filme onde todos os personagens morrem!

Cristina Lira




Fugi dos moldes



Imagem da internet



Sinto muito se não agrado!
Sinto muito se não caio dentro do padrão que você idealiza.
Realmente, não estou nenhum pouco preocupada com isso.
Minha preocupação é em existir e fazer valer a pena essa existência.
E não ser escrava da personalidade que a sociedade quer criar em mim.
Sinto muito se fugi dos moldes!
Não me olhe como quem procura algo normal de ser, pois posso parecer um tanto anormal.
O que pensam sobre mim, respeito.
Mas não levo esses pensamentos para meu dia a dia.
Até por que, se alguem está observando demais, perdendo tempo fazendo analises em minha personalidade é alguém que deixa sua própria vida passar enquanto observa, aponta e julga o modo de viver dos outros.
Só importa a mim:
Se eu chorar demais ou não chorar de forma alguma;
Se sorrir demais ou permanecer imparcial;
A única diferença é que devo saber ser no lugar em que esteja.
Quanto ao resto desse ser eu, só diz respeito a mim...
Se perdes tempo tentando encontrar lógicas, sinto muito, pois perdido ficarás num labirinto.
O modo de existir de cada ser é bem particular.


Cristina Lira


Momentos sem sabor


Imagem da Internet


Aprendendo a conviver com os acontecimentos desagradáveis da vida!


Cristina Lira