domingo, 12 de agosto de 2012

Mar dominado

Imagem da Internet

Saindo do mar
Que cai e estava a me afogar
Mas de tanto lutar contra a correnteza
Por incrível que pareça
Aprendi a nadar

Saindo do mar
Corpo vestido por respingos ao ar
E no mar que estava me afogando
Dele saio caminhando
Como quem levita...medita...

E se esse era meu medo
E até esse não mais existe
Respiro inclinando a cabeça pra trás
Outros medos poderão surgir
Mas nenhum me dominará
Nunca mais...

Cristina Lira



Almas que amam

Imagem da Internet





Todo dia ao acordar, desperta pela brisa da manhã,
Assim como o orvalho suave toca o chão,
Seu amor, se desperta maior em meu coração
Cada instante a partir desta manha sei que sou feliz

Pois posso contemplar a beleza do dia
E sentir bem no fundo do meu peito,
Que você é quem traz o amor de cada dia
E sigo todo o dia, com uma força que não é puramente só minha.

Revigoro-me por sentir-te em tudo que sou,
E confundi-se em mim
Com minha essência,
 Numa cumplicidade divina.

Nesse sentir, perco-me em meus próprios passos,
Tento seguir os seus, e vejo que as pegadas são uma só,
Apenas uma vida em uma só caminhada rumo ao que sonhamos,
Rumo a nossa vida, rumo ao "um só"

E a cada passo,
Você permanece como a melhor marca em mim,
No decurso das horas você se eterniza,
E aos poucos te tornas a própria vida que vive em mim.

Hoje somos um
Que separados pelas circunstancias tentam unir-se,
Nossa alma dividida já não consegue
Estar bem sem ser completa

Com o nosso encontro tudo mudou,
Pois enfim estamos aos poucos nos unindo,
Sabendo que um dia voltaremos a ser
O que jamais deixamos de ser... uma só alma

E por esse saber,
És a manhã, tarde e noite do meu dia.
As estações dos anos que já vivi, e ei de viver.
Em ti encontro a razão pra dizer, o quanto amo você.

Nesse amor encontro
A força para levantar em mim e ser feliz,
De ser o que poucos um dia foram felizes em qualquer circunstancia,
Pois tenho a segurança de esse amor ser eterno


Cristina Lira ***

Juntos



Imagem da Internet



Um coração sozinho é uma vida, dois corações que se amam, batendo juntos é um milagre.
 (Cristina Lira)



Marcas

Imagem do Blog




Ela

Como pode o amor me querer
Se porto cicatrizes
Se porto defeitos
Se sou perfeitamente imperfeita
Como pode o amor me entender
Se em mim não há atrativos
Se sou amarga ao seu paladar
Se não tenho todas as cores
Não sou tão iluminada quanto aparento
Como pode o amor querer me ver
Se o que há em mim é simples
Como pedras e fragmentos da areia
Se apenas sou cinza, ainda que viva
Não sei como o amor
Poderia realmente me ver
Se as cicatrizes borbulham
De uma forma tão visível...tão impactante
Como o amor poderia recostar-se em mim
Se nada tenho que não seja eu
Se não tenho ambição de riquezas
Se sou uma ferida fechada
Mas isso não é a descrição do meu interior nem da minha alma
Como o amor poderia me entender, sem depois partir
Como o amor poderia me ver, sem depois cegar
Como o amor poderia me tocar, e ainda aceitar
Tudo isso que evapora visivelmente aqui


Ele

Marcas... que te fizeram amor!

Como pode o amor não te querer
Se mesmo diante das dores
Dos fracassos e das perdas
Te fizeste mais forte do que pensas
E mais sensível que qualquer poeta
A amargura que sentes o gosto
É mais doce que as mais doces existências
E faz todos a sua volta se sentirem assim... suavemente doce!
A luz de tuas cores são vivas
Se movimentam como bailar de pássaros
Num lindo dia de primavera
Sob um céu perfeitamente azul!
O amor te entende por você ser o amor
Te vê porque tem espelho!
Te toca... porque em mim também tem um amor que é só seu!
Sua simplicidade me anima e me faz feliz
Te amo demais
Cada pedaço do seu ser
Agradeço a Deus
Por este presente de inestimável valor que és!



Cristina Lira  * * *