quinta-feira, 28 de junho de 2012

Corpos nus

Imagem da Internet

Eles estão de corpos nus
Pela justiça que não os veste
Jogados sozinhos, ao nada
Eles tremem de frio
Corpos mutilados
Cicatrizes grossas, escondidas pelas sombras
Eles sentem fome
E por vezes a comida não os sacia
Fome de verdade, paz e amor
De terem suas identidades devolvidas
Não são desgraçados
Aqueles que os discriminam, o são
Unem as mãos e as esfregam para se aquecerem
Uma bebida na tentativa de passar uma borracha na memória
Ah! Percursora dos pesadelos a noite.
Dormem molhados pela chuva
E pelas lágrimas vindas das dores da exclusão
Quem irá abraça-los?
Aquece-los no frio?
Quem?
A quem podem pedir socorro?
Eles querem gritar
Já recorreram aos desconhecidos e conhecidos
E fazem um pedido desesperado
Melhor seria a morte
Corpos nus, vestindo almas esperançosas!


Cristina Lira




Fique

Imagem da internet

Hoje
Me ouça e fique comigo
Olhemos o céu juntos
Acompanhe meus passos
Se não tiver nada a dizer
Não fale
Ouça apenas
O silêncio da nossa companhia
Hoje
Me abraçe como se fosse
Me perder amanhã
Fique e contemplemos
Os sons da madrugada
Seja meu cobertor
Apenas fique
Como se nunca mais
Fosse ter em seus braços a minha presença!

Cristina Lira



Sim, te conheço!

Imagem da Internet


Sim! Criatura nova
Tudo mudado, tão de repente
Mas...quem é você que segura minha mão?
Já fomos apresentados?
Uma nova história se desenhando
Você sorri...
Eu já conheço seu sorriso?
Sim. Era você o tempo todo!
Eu me escondia atrás das árvores
Você me encontrava, sempre.
E hoje, escondida não mais atrás de árvores.
Mas de um presente desbotando
Então alguém chega, latas de tinta e pincéis nas mãos.
Eu te conheço?
Sim, era você o tempo todo
E antes que eu pudesse cair
Você me...sustentou...
Sim, te conheço...e amo isso...

Cristina Lira

 

Alta dose



Imagem da Internet



É meia-noite
As sombras falam
As paredes giram, desconexas ao redor
Nostalgia embriagante
A respiração desfalece?
O chão some dos pés
Agora sem gravidade alguma
E é meia-noite
E de repente não se tem mais noite
Não se tem mais nada
Mas ainda há um espelho a frente
Que aos poucos se parte
As cortinas das janelas balançam suavemente
Dançam ao som de uma brisa
E tudo gira, e é meia-noite
As sombras falam
Cada dose dessa nostalgia é demais


Cristina Lira




No íntimo do ser

Imagem da Internet
Olho para o tempo e para as pessoas pensando, algumas tão concentradas em sei mundo interior, que parecem verdadeiras estátuas de tão imóveis...  e por um momento até penso que são, pensamento este quebrado apenas pela respiração de seus corpos e pelos leves gestos que produzem sem ao menos perceberem. Apenas estão mergulhados no mais profundo do ser, e se lhes perguntassem o que acontece a sua volta, provavelmente não saberiam responder, de tanto que estiveram presas, ou talvez livres, em si.


Cristina Lira



Deixo no lugar

Imagem da Internet

Com os pensamentos livres, donos de mim. Me vejo como quem não tem saida, a não ser entrar nessa onda de pensar, rever, reler... cenas que passam como uma pelicula de filme bem a minha frente. E me divirto um pouco, até que me canso e tomo conta novamente da situação, e deixo estar no lugar exato tudo aquilo que não pode mover-se um centimetro se quer.

Cristina Lira


segunda-feira, 25 de junho de 2012

Casais

Imagem da Internet

Casais são casais quando:
Entendem os limites do outro;
Sabem ouvir e falar nos momentos oportunos, bem como a hora de calar;
Casais não brigam, xingam ou difamam ao outro,
Casais de verdade, sentam, conversam, e valorizam o amor que sentem.
Ficam estressados? Sim
Algumas horas com raiva? E por que não?
Mas nunca ofendem a ponto de causar ferimentos físicos
E quando ferem intimamente o ser humano do outro, se desculpam, pois sabem a importância do perdão!
Casais de verdade sabem que são mais que amigos, sabem que tem um ao outro para todas as horas.
Casais são casais quando cultivam fé e amor!
Quando vivem cada eu te amo falado!


Cristina Lira



Aprendiência

Imagem da Internet

Tudo é experiência, tudo é aprendizado em nossas vidas!
Cada ácido ou doce momento vivido.
No fim de tudo, sabemos que muito do que vivemos valeu a pena, quando depois de se transformar em passado, conseguimos sentar, respirar, relaxam e relembrar, e apesar de sofrermos um pouco em alguns detalhes, conseguimos sorrir e sentir paz no coração, e dizer silenciosamente:

Sim, valeu a pena, cada detalhe, cada instante!

Tudo que vivemos nos faz somar pontos de experiência, de um aprendizado que pode nos ajudar  a ajudar aqueles que passam por situações parecidas conosco.


Cristina Lira





quinta-feira, 21 de junho de 2012

Feliz



Imagem da Internet


Tenho vivido um estado de felicidade tão bom.
Tão manso e calmo... tenho vivido estes dias, feliz!
Esqueci de lembrar de tudo aquilo que me faria chorar, esqueci de lembrar de tudo aquilo que iria me deixar abatida e aturdida.
Resolvi apenas beber esses goles de felicidade que chegaram sem que eu pedisse.
Que chegaram de mansinho, e melhoraram até minha respiração, meu semblante, minha oração.
Por que tenho me sentido feliz, como há muito tempo não me sentia.
Sem motivos certos, sem que a causa seja o mundo.
Tenho estado feliz, vivendo como a calmaria de uma brisa.
Feliz...feliz...
Como criança livre brincando sem se importar com a hora.
Como a chuva fina no fim da tarde, que cai leve e sem demora!
F E L I Z...apenas...

Cristina Lira




O que está acontecendo

Imagem da Internet

Chega uma hora que deixa-se de esperar que tudo aconteça.
E apenas importa viver o que está acontecendo.


Cristina Lira


A última carta

Imagem da Internet

Sim, não tem sido fácil.
Pensei que encarar tudo isso fosse menos difícil, 
que as lágrimas não brincassem de inundar minha face com tanta constância. 
Tem sido quase impossível suportar tudo isso. 
A angústia de nada saber bate no peito e maltrata minha alma. 
Como pode tantos momentos se reduzirem a nada? 
Tantos risos e conversas, apenas no limite máximo chamado recordação.
Sabe, tudo estará aqui exatamente como sempre foi.
Apenas algumas mudanças vão surgindo
Mas nada que afete o que sempre existiu!


Cristina Lira



Intensidade de cada momento

Imagem da Internet
Eu não poderia permanecer num estado de latência
Não podia me acomodar, enquanto todas essas luzes passam diante de mim
Enquanto a vida se move treme luzente, harmônica e em padrões próprios
Não...
E é por isso que hoje, canto a canção que se distende a minha frente
É por isso que hoje, canto a alegria do momento presente.
Não há nada como viver intensamente cada segundo da existência
Nada se compara a respirar tão profundo, e depois abrir os olhos esboçando um sorriso
É como encarar a pior de todas as tempestades
Mas não deixar o barco afundar
É como escalar a maior de todas as montanhas, sem segurança alguma, e ainda assim permanecer vivo.
Por isso, hoje canto uma canção, e todos os dias, cada dia por vez, viver.
E saborear cada instante apresentado.
É verdade, não há nada comparado a viver cada dia da própria existência.


Cristina Lira



quarta-feira, 20 de junho de 2012

Continuando desde o começo

Imagem da Internet


A vida é mesmo essa tal caixinha de surpresas! Depois de sacudir a poeira dos sapatos, olho em volta e me pergunto: E agora, por onde começo? Na verdade não há um começo para começar, há uma vida para continuar, metas para alcançar, objetivos a se chegar... E olhando tudo  minha volta percebo que há muito o que fazer, mas antes de começar a ir a longos passos, que tal uma paradinha para aquela faxina? É! Aquela, onde retiramos de nós tudo que causa tumulto em nosso ser, e nos deixamos então, livres, para bem continuarmos navegando nesse mar de vida. Depois de algumas limpezas feitas, as melhores recordações colocadas em belíssimos porta-retratos mentais, hora de continuar a construir a própria estrada...


Cristina Lira



Minha história

Imagem da Internet

Final de tarde, um livro de companhia
Uma história para aventurar-se!
Final de tarde, as lembranças do dia
A certeza que mais uma vez, sobrevivo
Final de tarde, depois que largo o livro
Vou viver a melhor de todas as histórias....a minha!


Cristina Lira





Mar de quereres

Imagem da internet

Boas são as sensações de estar ao teu lado
A proteção que embala cada instante
O coração que se aquece e de mim nem quer saber
Bate na emoção do momento
No ponto em que as tuas batidas batem com as minhas
Ah! Doce afago... me deixando perdida em teus braços
O mundo simplesmente fica esquecido
E toda lembrança e registro é apenas nós dois
E quando envolves minha cintura e me puxas pra ti
Me deixo cair no mar de quereres que afoga nós dois


Cristina Lira



Saindo

Imagem da Internet


Saindo um pouco de tudo isso chamado  r o t  i n a ...

Cristina Lira



Espaço do outro


Imagem da Internet


Tristes aos olhos de quem vê
Se tornam aqueles
Que não conseguem respeitar
O espaço do outro e suas limitações

Pobres se tornam as pessoas
Que cheias de si
Se acham no direito pleno
De julgar o espaço do outro

Doentes se tornam aqueles
Que em seu super ego egoista
Se imaginam senhores de escravos
E não respeitam o espaço do outro

Vazios são todos aqueles
Que não percebem que o outro
Tambem é dono de um espaço
Que todos tem o seu, e precisa ser respeitado

Cristina Lira



Algumas coisas

Imagem da Internet

Por um bom tempo na chuva
Movendo aos poucos cada músculo
Deixando-se purificar, pela água que vem do céu, pela água que vem do mar
tentando expulsar de si, todas as lembranças
Por que não fica claro o motivo dos acontecimentos
E será bem melhor não ter lembranças de tudo!
E lágrimas se misturam a água das chuvas e faz recordar que:

Algumas coisas são inesquecíveis. Algumas recordações nos acompanham por além da vida!


Cristina Lira



Encontro

Imagem da Internet



Ela estava com seu vestido estampado
Nas cores que mais gostava
As cores se misturavam as formas
Dos leves bordados que vivificavam o tecido

Nos pés um delicado sapato preto
Cabelos soltos de encontro ao vento
Olhar perdido no tempo
Numa das mãos uma pequena bolsa







Imagem da Internet
Ele caminhava a passos seguros
Mãos nos bolsos, decidido!
Caminhava, a espera dela
Como ele podia  perseverar assim?

E quando a viu se aproximando
O corpo foi endireitando
Seus olhos no dela fixando
E logo estendeu a mão...




Imagem da Internet

Ela, enfim, de olhos pousados nos dele
e mãos dadas, seguros um no outro
Saíram um pouco calados
Para aquilo que podemos chamar de:

E N C O N T R O!



Cristina Lira







Dias finais


Imagem da internet



Ela: Que seja exatamente como você quer!
Ele: Mas...você não vai sofrer?
Ela: Sofreria se perdesse uma parte de mim!
Ele: Você me disse que eu era uma parte sua...
Ela: Eu disse! Mas você nunca quis ser. Você sempre foi parte de outro ser.
Ele: E agora?
Ela: Vá em paz. Eu estou em paz.
Ele: Você tem alguém?
Ela: Nós nunca estamos sozinhos! Adeus, se cuide!
(...)

Cristina Lira




terça-feira, 19 de junho de 2012

Teus braços me seguraram

Imagem da Internet


Teus braços me seguraram e neles me sustentei
Você chegou com o afago que trouxe calma
Você amparou um muro que desmoronava
E reergueu as fortalezas em mim, caídas por terra

Teus braços me seguraram e neles me sustentei
Nem um pouco a mais, nem um pouco a menos
Na medida certa e na hora que mais precisava
E quando pensei que caia, tua mão pousou na minha e me sustentou

Teus braços
Me seguraram
E neles
Me sustentei...

Cristina Lira



Moldura

Imagem da Internet


Por que é você

A moldura simples

Que compõe o retrato da minha vida!




Cristina Lira

Hora de fazer mudanças

Imagem da Internet

Hora de fazer algumas mudanças?
Para isso não importa em que estágio da vida se encontra. A vontade, a determinação de querer mudar algumas coisas, ou até mesmo recomeçar já é suficiente para o que poderemos chamar de "um novo começo".
Não está em evidência aqui o momento em que o cansaço chegou, nem muito menos a hora exata em que se parou, e sim a ideia primordial de que, não importa o momento, sempre é hora de começar de novo. De se renovar, de renascer e recomeçar.

Não é provocar uma mudança nas coisas exteriores e sim uma transformação na pessoa interior que somos.


Cristina Lira


Quem não sente medo?

Imagem da Internet


Quem não sente medo as vezes?
Quem não passa por momentos de esconde-esconde com si mesmo?
Quem nunca apertou os lábios ou fechou os olhos
Diante de algo que pareceu assustador?
Quem não sente medo?
Quem?


Cristina Lira


Em breve!

Imagem da internet

          Se tem algo nessa terra que gosto são cachorros...
E estão na minha lista agora

Um  golden retriever
Ou
Um pastor alemão

ou os dois...rs

Imagem da Internet



Sem intenção

Imagem da Internet

Estou passando apenas
Caminhando sem o compromisso de parar
Observando sem o compromisso de olhar
Calando, sem a intenção de falar

Simplesmente deixando os rastros no chão
Que de forma mais simples ainda serão apagados
Passando apenas...
Sem a intenção de ficar!


Cristina Lira



Quando tudo parecia...

Imagem da Internet

Ai saudade...
Daquele tempo que o mundo parecia ser um conto de fadas!
Do tempo que o relógio parecia não existir...
Do tempo que pensei que tinha, todo tempo do mundo....




Cristina Lira



Te ouço SENHOR

Imagem da Internet

Te ouço onde quer que eu esteja
Majestade Divina
Senhor e Rei

E nos momentos de tribulações
Em Ti encontro o porto seguro de descanso
E vejo um filme, o meu filme

E falas comigo e com qualquer um
Que para de falar para te ouvir
Todo louvor seja dado a ti

Ainda que me perdesse
Tu me acharias, e quando meu ser desfalece
Em ti encontro a plena alegria.


Cristina Lira


 


domingo, 17 de junho de 2012

Composição da vida

Imagem da Internet

Um céu repleto de nuvens esfiapadas
Um jardim na terra promovendo perfume carinhosamente no ar
Inalado doce por almas sensíveis
Onde se sente todas as notas de um perfume, puramente natural.
Brisa que toca a pele numa delicadeza que arrepia
E os passaros fazem festa com o despertar do sol numa manha fria
Tudo em volta na mais linda harmonia
Naturalmente compondo uma sinfonia
Quem sou eu?
Para não me deixar levar por toda essa onda de vida?
Quem sou eu?
Para me renegar a participar de tudo isso?
Quem sou eu para impedir que tudo que sou
Faça morada na casa da minha existência?


Cristina Lira




AUTO - des - controle

Imagem da internet

Se todas as vezes tivesse obedecido ao meu auto descontrole
Teria todas as vezes quebrado as vidraças
Lançado os livros que estavam em cima da mesa
Teria falado as palavras que, como enchente, invadiam minha mente.
Teria falado mentiras, e algumas tantas verdades
Teria gritado alguns desabafos
Teria apagado algumas coisas, ou pessoas

Mas se tivesse agido assim
De certo não seria mais a mesma
Pois teria mudado a radicais sem precedentes
E nunca mais me reconheceria!

E como não obedeci ao descontrole
Não quebrei as vidraças, embora algumas tenham ganhado trincões
Não desarrumei os livros, os organizei
Não falei das palavras tempestuosas que inundavam minha mente
Antes provoquei sol forte para secar as áreas alagadas
Falei das verdades, apenas!
Desabafei, mas sem gritos!
Nada apaguei, nem coisas ou pessoas...


E permaneci me reconhecendo!
E me sinto bem...


Cristina Lira





R e s p i r a r



Ah! Por favor...
Querer está só e pensando
Não significa que seu mundo está acabando!

É preciso está so as vezes
Aquecer-se com a própria companhia.
Isso acalma!


Só preciso r e s p i r a r  meu ar, no meu próprio e s p a ç o !


Cristina Lira





Parte difícil



A parte mais difícil
É colocar o coração no lugar
E descobrir que ele não quer mais ficar

É olhar a tudo em volta
E perceber que as cores
Tendem a desbotar para assumir o colorido de antes

Imaginar uma série de momentos felizes acontecendo
E nenhum deles provocar a alegria verdadeira
Por que quando se olha para o lado, se percebe um vazio

A parte difícil é quando
Tudo parece grande demais
para caber dentro de uma única pessoa

É quando as mãos vão se desencontrando
Os corpos se afastando
E a alma gritando para ficar



Cristina Lira



Não entendo




Só você consegue
Produzir em mim
Meu melhor sorriso!
Só acontece com você
O melhor do meu dia...

Cristina Lira

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Nova canção

Imagem da Internet


Aos poucos, começo a compor, as notas dessa nova canção
Nenhuma melodia desse repertório de hoje será antiga
Esqueci algumas letras, mas agora foi de propósito
E não vou lembra-las.
Esqueci a letra das canções tristes
Rejeitei as melodias repetidas, enfadonhas.
Agora nem que eu quisesse, voltaria atrás.
Por que quando esqueço
Minha mente se programa
Para apenas o "play" da história de uma nova canção...
E pela primeira vez, começo a compor, uma nova canção, a minha canção.....


Cristina Lira


Me abraçe


Imagem da Internet

E quando chegar
Apenas me abraçe.
O gesto fala mais
Que qualquer palavra
Que você queira me dizer.
E afasta o frio
que se apossou de mim
Diante da tua ausência!

Cristina Lira



Fim de dia

Imagem da Internet


O final do dia me ensina que alguns momentos simplesmente deixam de existir! Que algumas sensações são passageiras, por mais que pareçam eternas no momento.
O final do dia me ensina da importância da renovação!
Da esperança de que um novo dia nasce, e com ele novos momentos!
O final do dia me ensina, que o fim não significa que acabou.
Todo final, 
termina por ser,
 o começo de algo.

Cristina Lira


 


 

Obrigada Pai...meu Deus!

Imagem da Internet


Eu vivi, mais uma vez
um MILAGRE!


(...)


C.Lira


Obrigada SENHOR pelos livramentos!



Ecstasy

Imagem da Internet


Eu estive amando sozinha por todo esse tempo de agora
Não, não achei isso ruim, embora tenha me feito mal, e não percebi.
Amei contente, sorrindo, mesmo quando as lágrimas tomavam conta da situação
Amei cantarolando, mesmo quando a noite era solitária, doída...
Você me deixava quando eu mais precisava
E falava palavras, que machucavam
Eu apenas sorria...por dentro chorava!
Mas nesse desencontro de emoções
Onde por dentro estive me acabando
Foi que fui crescendo
E o riso, o choro abafando
E quando não pensei que fosse possível
Descobri que aprendi a nadar, não no raso
Mas com um céu tempestuoso e bem no meio de um redemoinho
Jogada ao mar!
E sobram vestígios ainda agora
De tudo isso que passou, quem sabe ainda passa
Quem sabe nunca vai passar
Eu fecho os olhos quando redescubro
Estive amando sozinha, sozinha, por todo esse tempo
Mas isso não me fez menos feliz
Isso me torna feliz, ainda me resta capacidade de amar sem condições!
Deve ser isso que chama de amor incondicional...deve ser...talvez!

Cristina Lira


 

terça-feira, 12 de junho de 2012

Realidade





Cansada de fazer previsões
De criar e recriar instantes
De traçar em minha mente perspectivas
Movida agora pelo desejo, apenas
Da realização das minhas metas
Dos sonhos que me embalavam a noite quando criança
Cansada das buscas sem sucesso
Agora luto com algo chamado
R E A L I D A D E

Não vou esquecer dos sonhos
Dos desejos aqui dentro tão bem guardados, agora.
Mas é bom saber dosar, de vez em quando
É bom não confundir, tanto
Daquilo que na realidade
Sempre pode ser um sonho
Quis muito enchergar futuro
E quase esqueci que o que importa é o presente
A partir de agora, luto com algo chamado
R E A L I D A D E


Cristina Lira


 
 



Das fases da vida


E percorre cada parte de mim
De uma forma que quanto mais explicada
menos entendida fica
Por que apenas eu, eu...e mais ninguém
Entende em perfeição
As fases pelas quais passam
Meus sonhos e pesadelos
Meus risos e cantos
E de tudo que não desabafo...desabo!
E como sempre foi
E jamais mudará
Coloco sobre os ombros
As dores que posso carregar
Com a sensação
De que não as poderei suportar
Mas apenas eu entendo
Ou os demais não querem entender
Ou querem, talvez,
Que eu os entenda.
Por que apenas eu
Sei das fases que passo...

Cristina Lira



Esquadros

Imagem da Internet

Nestes esquadros
Onde espasmos ocupam
Com ondas rítmicas
Todo o ser
Espasmos de uma mente
Elíptica, epilética
Excêntrica, esbelta
Mas falha...mas finita!
Espasmos conjugados
Ao ato de implorar incessante
Loucura de fazer coleção de sonhos!

Cristina Lira

 
 

sábado, 9 de junho de 2012

Tocastes minha alma

Imagem da Internet

Seu jeito de ser
Assim, especial
Tocou meu coração
E quando teu beijo
recebi...
Muito mais fui tocada
Pois chegastes onde ninguém chegou...
Tocastes minha alma.


Cristina Lira


domingo, 3 de junho de 2012

Quando a gente ama




Quem vai dizer ao coração,
Que a paixão não é loucura
Mesmo que pareça
Insano acreditar

Me apaixonei por um olhar
Por um gesto de ternura
Mesmo sem palavra
Alguma pra falar

Meu amor,a vida passa num instante
E um instante é muito pouco pra sonhar

Quando a gente ama,
Simplesmente ama
É impossível explicar
Quando a gente ama
Simplesmente ama!

Oswaldo Montenegro



Quando a gente ama, simplesmente ama
Não mente...não discente!
Quando se ama, não se deixa em ultimo plano.
E é tarde quando se vai perceber
Que não mais tem o amor que podia ter
Quando não mais minhas asas podem ficar
Alço voo, começo a voar
Quando se ama simplesmente ama...
E não se teima em machucar
Ou colocar o outro
Como uma triste válvula de escape
Quando se ama, apenas se ama
Diz a canção....

Cristina Lira