domingo, 22 de janeiro de 2012

Ouça!



Apenas ouça a voz de Deus!
Ele nunca silenciou...
Nós, ao longo dos tempos, é que ensurdecemos...

 Cristina Lira

 


Coração!


Coração!
Como você dança livre...
Quantas rosas jogadas no chão
E você não tem teto?
Não coração! Você não tem!

Coração!
Teus sorrisos parecem com a alegria
Descritas nos fins dos contos de fadas
Por que reages assim?
Ah coração! O que causas em mim!

E você grita coração, e você dança, e você canta...
E você samba!
O que você não sabe fazer?
Coração? Você ama?

Ah! Sim! Você ama!
Ah, coração! Como você se encanta...
E estás tão apaixonado
E chega a bater em descompasso

Ah, coração! Como você é delicado.
Mas o que você escreveu aí?
Ah! Já entendi...
É o nome do ser amado!!! Ah, coração, você ama!


Cristina Lira



Da sinceridade em mim



Que poderia eu te dizer

Além do que sinto e vivo com você

Que palavras melhor interpretariam

Os gritos da minha alma e suas melodias suaves

Que poderia eu dizer

de mais verdadeiro

Além de : TE AMO!

Você é o canto, o riso, meu ar refletido...

Sentimento jamais medido!



Cristina Lira



Saudades intensas


Saudade, sentimento forte
Quase inexplicável, e até o seja
Quando bate causa uma estranhesa
Que nos deixa a periferia de tudo
Saudade as vezes parece doença
Outras vezes causa euforia
Outras nos faz dormir
Outras nos aturdia
Saudades de tantas coisas
Alguns da infância
Outros da adolescência
Outros, de amigos
Outros, do ser que se ama
Pra saudade só há um remédio
Viver o momento
Ou estar na presença
Daquele ou daquilo que anseia a alma...

Cristina Lira



Solo interno


Quando chove
Céu e terra se tocam
Quando a tristeza cai sobre nós
Mundo exterior e interior se tocam
A chuva na terra seca
Faz germinar a semente
A chuva na terra alagada
Inunda e destroi
A tristeza quando acontece
Em decorrência dos problemas da vida
Nos proporciona uma certa resistência
Mas a tristeza quando instalada num coração
Que já grita por socorro,
Fere, amordaça e mata aos poucos...






Cristina Lira



Está lá




Nada que se possa comparar ao ar da manhã, ao puro ar celestial que acompanha o raiar do dia. 
Mas este ainda fica bem ínfimo dianto do teu amor.
Teu amor é completo e sincero, humilde e amigo.
Todos os modos que você tem de se comportar diante das mais diversas situações, as vezes parecendo que vai explodir, as vezes completamente indiferente, outras com mega soluções, e até " chutando o pau da barraca", mas sempre humanamente divino.
Todos os teus sorrisos, mas do que expressões, são forças hipnotizantes. Você sabe controlar as situações.
Esforça-se, tenta, e quando cai, levanta... e vai, percorrendo sua estrada, fazendo seu caminho.
E se a tempestade te molha a face, você bem sabe que Deus faz resplandecer o sol, e mesmo que o sol não surja entre as nuvens, e não o veja, você sabe, ele está lá...

Cristina Lira



Acontece





E quando menos se espera...e quando parece não haver saida...
Um milagre acontece!

Cristina Lira