Corpos nus

Imagem da Internet

Eles estão de corpos nus
Pela justiça que não os veste
Jogados sozinhos, ao nada
Eles tremem de frio
Corpos mutilados
Cicatrizes grossas, escondidas pelas sombras
Eles sentem fome
E por vezes a comida não os sacia
Fome de verdade, paz e amor
De terem suas identidades devolvidas
Não são desgraçados
Aqueles que os discriminam, o são
Unem as mãos e as esfregam para se aquecerem
Uma bebida na tentativa de passar uma borracha na memória
Ah! Percursora dos pesadelos a noite.
Dormem molhados pela chuva
E pelas lágrimas vindas das dores da exclusão
Quem irá abraça-los?
Aquece-los no frio?
Quem?
A quem podem pedir socorro?
Eles querem gritar
Já recorreram aos desconhecidos e conhecidos
E fazem um pedido desesperado
Melhor seria a morte
Corpos nus, vestindo almas esperançosas!


Cristina Lira




Comentários

  1. Olá Cristina!
    Olha o que escrevi um tempo atrás:“Este triste mundo que veste quem já tem roupa e desnuda quem já está nu”! (Calderon)
    Triste mundo este!
    Por que será que “oportunidades” são dadas àqueles que já têm a vara para pescar? Por que vestir àqueles que já têm roupa?
    Por quê? Por quê? Por quê?
    Claro, todos têm o direito de crescer naquilo que escolheu como profissão, ninguém tem que ficar estagnado, todos podem e devem crescer expandir.
    O que me incomoda e me angustia é a falta de oportunidade àquele que se forma e só tem como experiência na “carteira profissional” estágio de apenas seis meses ou um ano, que é o período que a faculdade ou curso técnico exigem, para concluir o curso.Esse jovem não tem os “benditos anos” de experiência que as empresas tanto pedem, mas como ter essa tão falada experiência se não dão a eles essa oportunidade?
    Por que ao invés disso, não criar oportunidades àqueles que querem trabalhar, que querem empreender?
    Um país muda com oportunidades de trabalho e é o trabalho que encaminha um jovem para a vida verdadeira.
    O jovem que termina seus estudos está repleto de sonhos, quer dar movimento ao seu ideal e isso se dá com trabalho, ele tem uma meta a ser atingida, quer trabalhar, quer progredir, quer fazer parte da estória do desenvolvimento de uma empresa, de uma cidade, de um estado, de um país.
    Empresários mudem sua forma de pensar e ajudem o jovem a ter experiência e crescer como pessoa e ajudem o país crescer na democracia dando trabalho a quem deseja trabalhar e não se esqueçam daqueles com mais de cinquenta anos que também desejam trabalhar.
    Vamos vestir os nus!
    Um abraço, Maria Teresa

    ResponderExcluir
  2. Um poema triste, forte e real.Parabéns, gostei demais do poema.Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Belo poema Cristina, com sentimentos e valores profundos.


    Beijinho

    ResponderExcluir
  4. E quantos corpos nus encontramos todos os dias e não nos damos conta?!A beleza de fazer poesia é poder expressar alegria e tristeza e tocar o coração das pessoas.
    Um ótimo domingo Cristina,=)

    ResponderExcluir
  5. Cris, passei um tempo sumida mas vejo que você só tem feito maravilhas or aqui! Parabéns pelo texto e pela ótima escritora que você é!!! Amei esse texto! E amo quando você coloca sua mente no papel. Fica uma verdadeira obra de arte!

    ResponderExcluir
  6. Olá, querida
    A fome de pão e de amor é uma constante nos dias atuais...
    Seja feliz e abençoada!!!
    Bjs de paz

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia você aprende... - Willian Shakespeare - ( Um dos textos que gosto)

Valorize a pessoa que está ao seu lado e que te aceita como és...

A vida passa rápido demais