sábado, 21 de abril de 2012

Asas delicadas



Asas delicadas tem nossos sonhos
Os desejos que plantamos dentro de nós
Quando desaflora, ou nasce, ou brota e morre
Asas delicadas, que precisam estar voando

Uma coleção de sonhos
Nunca pode ser menor, a ponto de não se sonhar
Uma coleção de sonhos não pode existir
Se não houver o desejo de realizar

O que sonho molda o que faço
Não se pode viver como ser que vegeta
Não importa se a vida venha como poucas realizações
Mas os sonhos, os projetos, os ideais, nunca podem faltar.





2 comentários:

  1. Ei Cris! Você já sabe que eu me encanto com a sensibilidade de sua escrita. Ela é leve e reflexiva ao mesmo tempo. Isso mesmo, nem todos os sonhos se realizam. Mas, é preciso sonhar. Beijos mil e linda semana!

    ResponderExcluir