quinta-feira, 29 de março de 2012

Por que ainda direi...


Não importa o que aconteça
Sempre vou te amar.
Irão passar tantos verões...
Tantos invernos...
A alegria das primaveras
E a delicadeza dos outonos.
Mas te amarei!
Por que meu amor
Já não é mais definido pelo ter, possuir ou estar.
Mas pelo existir.
Logo é apenas preciso que você exista.
Seja perto ou longe de mim.
Por que eu poderei dizer
No ultimo dia de vida:
Sim, eu amei!


Cristina Lira



Nenhum comentário:

Postar um comentário