Caminho da lágrima




Escorre lágrima por minha face
Bem já conheces o caminho
Outrora deixastes teu rastro
Entorpece-me a visão como que enchente
Lava-me o rosto nesta inundação
Se contrito jaz este torpor
Que assola pequenos pedaços dessa embarcação
Escorre como que em rochas
Vai deixando teu caminho cravado em mim
Tece teu leito no meu peito
Suave se apodera de mim
Escorre lágrima com piedade
Aos poucos e depois tão voraz
Nao fossem apenas lágrimas
Me afogaria este oceano de ais
E mesmo de olhos fechados
Transbordas de mim em lençois
E tua acidez me marca a vida
lágrimas que escorrem e tocam meu coração...
Fosses um oceano há muito me afogarias...


Cristina Lira



Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia você aprende... - Willian Shakespeare - ( Um dos textos que gosto)

Valorize a pessoa que está ao seu lado e que te aceita como és...

A vida passa rápido demais