sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

De olho nas metas



Estou planejando, pensando, imaginando...
cada um dos meus planos, 
e até consigo avistá-los!


Cristina Lira

Acorda



Acorda e fica de prontidão, para as proximas horas de cada um de teus dias. Aproveita os momentos, esqueçe um pouco se eles são de tristezas ou alegrias, apenas vive. E de tudo retire um aprendizado, uma lição, algo que possas chamar simplesmente de, experiência! Acorda e vai para o comando, do lugar que na tua vida sempre foi teu, reage e age, e não fica apenas vivendo das lembranças de tudo que um dia já aconteceu, pois alguns por perderem tanto tempo olhando apenas o passado, esqueçem de dar passos que se expandem a novos horizontes.
Acorda e vive o bom dia que os proprios dias te dão, no momento em que você desperta para a vida.


Cristina Lira

Para viver o amor



Amar...
É muito mais que viver e estar!
É fazer, sentir, ver, e compreender...
Quando se ama se entende, que os limites existem e cada um apesar de juntos tem seu espaço, momento individual, mas isso não significa uma vida individual. Amor é partilha e comunhão de tudo que se é e se tem. Alegrias, tristezas, risos, tensões...tudo se divide.
Perdão é constante! Não ama quem não perdoa.
Perdoar é principio básico para respirar o ar profundo do amor. Quando se ama realmente, tudo que se quer é o bem do ser amado, independentemente de qualquer coisa. Quando se ama não se necessita de motivos que justifiquem o porque daquele sentimento existir. Pois o importante existe, o amor em si. Amar é estar disposto a rir junto, chorar junto, partilhar as dores, viver os problemas e mais juntos ainda encontrar as soluções. Claro...lógico...isso não é fácil! Não é fácil conviver com as diferenças e as dificuldades. Mas o amor é bem maior que tudo isso. Já ouvi dizerem por ai, que o amor é uma entrega total, e de fato é sim. Mas entrega total não significa a não existência mais dos desejos individuais, mas a abertura de um campo amplo onde se está disposto a compartilhar todas as emoções e a disponibilidade de com afago e muito carinho entender as ações do outro.
Amar é diante do erro de quem se ama, sorrir, e num gesto simples e compassivamente dizer: Eu te amo, mas não é bem assim, mas tentar fazer desse jeito?
Amar é saber dizer: Me perdoa, sei que errei!
Você pode me ajudar?
Desculpa...
Amar é não ficar tentando que o outro adivinhe o que você está sentindo, mas falar.
Não é deduzir que o outro saiba que você o ama, ou a ama. Mas dizer, sem medo, e com toda verdade que sente:
Eu te amo!
Sabe amar, aqueles que antes de mais nada estão prontos a perdoar. A entender...a ajudar...
Amor não é sentimento que sobrevive sozinho, mas é resultado de um conjunto de sentimentos que se expandem juntos.
Não deixe passar os momentos de dizer Eu te amo!


Cristina Lira




sábado, 24 de dezembro de 2011

Boas festas!!!




Nascimento


Quantas vezes em nossas vidas nós nascemos de novo?
E a cada novo nascimento, nós temos um renascimento...e uma sequência deles!
Nascimento espiritual, e nascimento de outras formas, que significam mais renovação.
Aprender a importância e valia da palavra liberdade, para nós e para os outros, permite que continuemos a amar sem a ninguém aprisionar. Nenhum amor é verdadeiro e sólido em si, quando se quer que o outro esteja ao alcance dos olhos. É vivendo que se aprende que amor é entrega. Entrega essa que pode ser a quem se ama, ou então, ver quem se ama entregue a felicidade. Não há contentamento maior ao coração. Por mais que se nos sintamos transpassados. Mas que sempre aconteça o amor...sempre...
Seguindo de leve sorrriso no rosto e com o coração leve, como sempre foi, e na alma uma inscrição que sempre carregarei. Mas eis em evidencia, meu nascimento...

Cristina Lira



quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Você tem um amor?




Você tem um amor o qual pode ver a hora que quer, abraçar a hora que sente vontade e encher de beijos a todo instante possível?


Você tem um amor que te ouve independentemente do que você irá falar? Que te aconselha sem deixar de amar? E que te mostra os erros, e como acertar?


Alguém que te oferece aconchego no frio? E mãos dadas para um passeio no verão?


Alguém que te faz chorar de tanto rir? E te emociona com palavras simples?


Você tem um amor que chama de amor, e sabe que pode contar em todas as horas? Te apóia? Te ama? Te fala o quanto és especial?
E te faz extremamente feliz?


Pois cuide bem dessa benção que Deus derramou em sua vida. E jamais esqueça de dizer o quanto você o(a) ama. Busquem os bons caminhos, a paz interior, a comunhão...e sejam felizes...muito felizes!!!


Cristina lira

domingo, 11 de dezembro de 2011

Perfume de amor



As mãos que oferecem rosas ficam perfumadas. Assim como o coração que oferece amor se enche do ato de amar. Amor sincero a qualquer criatura sem distinção, amor por amor, sem se fazer acepção. A alma que ama fica repleta do perfume que o amor faz derramar nos corações que sabem reconhecer a importância de cada ser que passa em nossas vidas, que seja num encontro rápido numa estrada, quer permaneçam.
"É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanha, por que se você parar pra pensar, na verdade não há"
É bom ter fé e acreditar no amanha, e planejar-se para vive-lo hoje, mas é sábio e prudente tambem, reconhecer que não temos nenhuma garantia em nossas mãos de como será o raiar de sol amanha, e se estaremos para sentir o frescor da brisa desta manha, se as pessoas que amamos tambem estarão. 
Perdemos tempo demais com palavras sem importancia...tudo bem que falemos de tudo, das coisas mais bobas possiveis, mas que não esqueçamos de declarar o amor que sentimos por todos que fazem nossas vidas mais alegres, que nos fazem sorrir, e nos animam na caminhada.
Oferecer carinho a quem encontrar-mos nessa jornada de dias indefinidos, de horas passageiras...


Cristina Lira
 


Meu amor



Meu amor
É abraço que ama e cuida
Que aconchega e alerta
Que vive e ama
O meu amor
tem sorriso que acalma o coração
Que faz a alma tambem sorrir
Ele aninha as emoções
Agita minha vida
Entre dias e dias
O amor que lhe tenho segue
Um caminho sempre mais desejo
Uma estrada sempre mais segura
Não mais sozinha
Tenho mãos que afagam as minhas

C.Lira



sábado, 3 de dezembro de 2011

Deixar leve



Deixa leve o peso que se sentes.
Muitas vezes o erro não está nas respostas obtidas, mas na forma como formulamos as perguntas, e na forma como visualizamos tudo ao redor.
Deixar leve o peso que sentimos de carregar as nossas mudanças, de carregar nós mesmos e nossos pertences internos. Leve para lembrar de arrumar um cantinho pra se ficar, não lá fora, mas no "aqui dentro".



Descansar em nós mesmos o que se torna cansaço. Mudar, não de repente,como quem foge as pressas. Por que não há essa necessidade de fugir de nós, e ainda que quiséssemos jamais conseguiríamos. Mas é preciso respirar, e sentir realmente que se respira, sentir que um coração pulsa e que se tem uma mente leve...e que levita.
Há tanto acontecendo a volta, e que por mais simples que possa parecer é algo que arranca (ou arrancaria) risos até de nossa alma. É tudo bem simples. Nós que não sabemos fazer as perguntas muitas vezes, e não analisamos as respostas. 
Tentar fazer um encontro diário entre satisfação e necessidade. E não há segredo algum para tudo a que nos propomos, apenas a força de vontade.
É preciso deixar-se sentir leve...e ser leve...andar leve...esvaziar o peso interno que pondera em muitos momentos.

Cristina Lira


Temos nós dois


Tudo fica bem mais simples por que parece que sabemos para onde estamos indo. 
Sim, talvez saibamos cada passo dessa estrada, como caminhar...
E não importa se é a vez do riso ou da lágrima, 
de uma pequena irritação ou de alegrias infindáveis, 
o importante mesmo é que temos um ao outro para que aconteça o que tem que acontecer. 
Para que se corrija eventuais erros, mantendo o sorriso e as mãos dadas, 
para que se compartilhe, apenas isso... Nosso mundo, e nós dois. 
É uma dose de estar bem, por que por mais que tudo pareça ir mal, temos o melhor...temos nós dois


Cristina Lira