sábado, 13 de agosto de 2011

Segurança





Apenas seguindo
Na certeza de passos que se fixam no solo
Na certeza de que a estrada está sendo bem construída
E que pra trás todo dia vai ficando um caminho
Um lindo caminho
Quando se carrega no peito, amor, verdade e sentimentos
Quando se carrega pra onde quer que se vá, a fé
Sim! Há uma certeza, que não se abala
Há um passo no chão, que marca com força
Toda uma tragetória
Onde como telespectador fica Aquele que idealizou e realizou
Aquele que a tudo criou
Caminho...de rosas e alguns espinhos
Mas até os espinhos nas rosas tem uma finalidade
Oferecer resistência e proteção
Caminhando...meio - dia, meia - noite,
Respirando suavemente a eternidade de cada segundo
Segurança tem meu coração
De uma forma que sabe, de uma forma que sente
E não se compara
E segue...
Mesmo que muros caiam ao redor
E que os horários do sol e das estrelas mudem
Mesmo que as estações se confundam
Que a matéria se separe do espírito
Mesmo que tudo se altere e mude
Mas...a segurança que aqui nasceu
A certeza que se faz todo dia de forma inalterado
Não muda...nada muda
Raízes...criaram raízes fixas
E embora não soubesse nadar, ainda assim não se afogaria.
Segurança...permanece!
Mesmo que nada ao redor permaneça
Certeza se difunde, e não se confunde...
Seguindo... pés prontos, para pétalas ou espinhos
Vida segura para amar!



Cristina Lira