domingo, 26 de junho de 2011

Batalhas...





Não posso me preocupar tanto assim com os dias passados porque eles não podem me atormentar mais, a não ser que eu queira. Não posso me desgastar pensando no amanha se eu tenho um hoje pra viver e ser intensa em tudo.
Não se pode deixar para amanha o amar, pedir desculpas, sorrir... Não se pode contar sempre com o dia de amanha, por isso que devemos dedicar-nos com entusiasmo ao hoje. Sem medos, sem fronteiras...ser capaz de fazer seja lá o que for, desde que seja construtivo e bom.
Bloquear de vez os medos que nos bloqueiam e falar o que se sente. Não podemos guardar tudo. Fale tudo que sente. Se pensarmos bem temos pouco tempo a nossa disposição, e é tão passageiro. Não contribuímos em nada nos prendendo ao medo de ousar, de sermos quem verdadeiramente somos. É bom saber que mais um dia acorda, e que somos parte do mundo que acordou.

Cristina Lira