domingo, 19 de junho de 2011

Dias normais





Vamos lá, sair de todo esse recanto, secar o pranto.
Jaz um novo dia agora
Vamos seguir o ritmo da musica
Da dança que nunca cansa
Do som que nos esgota...
Só não se pode ficar na pior.
O mundo lá fora passando e sendo feliz
E a gente do lado de cá comprando e vendendo infelicidade
Melhor que isso é correr atrás de prosperidade
Seguindo e deixando pegadas no chão
De preferência de pés descalços
De preferência sentindo com o corpo
Sentindo com a alma
Quando se está vivo deve-se viver intensamente
Os momentos alegres
Para que os tristes não se intensifiquem e fiquem com a menor proporção
Vamos lá, ser estranhos, ser loucos, ser nós
Vamos lá ser o que toda gente tem medo se ser...verdadeiros
Sacudamos as cortinas e as toalhas das mesas
Deixemos tudo despido ao nosso redor
Fiquem despidos também nossas ações
Vamos lá, criar uma mega força dentro de nós
E alimenta-la com sorrisos.
Tristeza sempre teremos
E isso nos é garantido pela vida
É utopia imaginar-se sempre sorrindo
É covardia não fazer o melhor por você e dar a volta por cima
Somos bem mais que nossos medos
Somos bem mais do que dizem por ai
Então....sejamos nós
Em loucuras, em sabedoria, em alegrias....sejamos fortes
E lembremos que acima de nós sempre existirá um céu...sempre.


Cristina Lira