sábado, 26 de fevereiro de 2011

Reservas



Nem eu mesmo sabia, que tinha tantas forças. 
E agora que olho pra trás 
vejo o quão valente fui em levantar em cada queda, 
apesar dos pés cortados e da estrada espinhosa.
Mas o que importa é que minhas forças não esgotaram
e ainda as tenho em grandes doses, as reservas são inesgotáveis...

Cristina Lira

Pronta para as próximas batalhas,
argumentos de paz,
paciencia e muita,
mais muita
força interior...


Um S.O.S codificado



Você mora onde a aparência das casas é quadrada, e todos parecem ter janelas iguais. O seu cobertor é preto, teus pés estão descalços e a respiração faz-se aos poucos.Da rua até sua casa, uma enorme calçada de degraus sem fim, todos de marfim. E dentro das janelas, você grita por socorros ocos, quase inaudivel. C. Lira

Sou um pouco assim, do tipo que presta bastante atenção no que a maioria não nota, me chamam atenção as coisas simples, as coisas sem graça, até mesmo o vazio me parece que tem muito a ser notado. ....Cristina Lira

Gitana (Cigana) Música da Shakira


Nunca usei uma máscara
Vou aos poucos
Por este mundo fugaz

Não pretendo parar
Diga-me quem caminha
Quando se pode voar?


Meu destino é andar
Minhas lembranças
São um rastro no mar


O que tenho, dou
Digo o que penso
Aceite-me como sou  



E segue leve
Meu coração cigano
Que só sabe bater
Na contramão

Não tente me amarrar
Nem me dominar
Eu sou quem escolhe
Como me equivocar
Aproveite-me
Que se cheguei ontem
Posso partir amanhã

Que sou cigana
Que sou cigana

Sigo sendo aprendiz
Em cada beijo
E com cada cicatriz




Algo pude entender
De tanto que tropeço
Já sei como cair
E segue leve
Meu coração cigano
Que só sabe bater
Na contramão
Não tente me amarrar
Nem me dominar
Eu sou quem escolhe
Como me equivocar

...pois sou cigana 


Pra me estressar? Me tirar do sério?
Ah!... tem que ensaiar bastante.
E se conseguir?
Sai de perto,
pois quando me estresso
sou praticamente similar a uma explosão.
Mas isso...ah! relaxa..é raríssimo de acontecer!

Cristina Lira

De cabeça para baixo...




Ando meio assim, como quando era criança...
querendo olhar o mundo de cabeça para baixo.
Mas antes fazia isso por brincadeira,
e hoje noto que é possivel olhar para algo
e tirar "n" conclusões...


C.Lira