segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Mãos de Deus



Os sons tornando-se abafados
Angústia de procurar ar
E não achar
Movimentos
Na tentativa de sobreviver
Mãos que buscam apoio
Para o corpo sustentar
Pés sem solo para se firmar
Uma força que puxa para o fundo
E por último
A mão salvadora que eleva
E deixa viver
A mão Daquele que governa
Céus, Terra, tudo!


Cristina Lira



2 comentários:

  1. Lindo,simplesmente lindo. Diz td o que estou sentindo no momento.Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  2. adorei sao lindos teus poema boa noite beijoka

    ResponderExcluir