Estranha


E ela não aprendeu a pensar como o mundo.
Pensava diferente, agia diferente, se comportava diferente.
Mas acreditava que havia( e há), outras tantas pessoas como ela.
Uma minoria.
Pensava assim e não se sentia sozinha.
E ainda vivia.


Cristina Lira


Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia você aprende... - Willian Shakespeare - ( Um dos textos que gosto)

Valorize a pessoa que está ao seu lado e que te aceita como és...

A vida passa rápido demais