terça-feira, 10 de maio de 2011

Livre



Voa o pensamento todo desgovernado, cambaleando por entre vales incógnitos. Voa forte a mente no frio que enternece a alma, a procura de algo que não se sabe bem o que é. Aos altos voos e pousos, aquieta-se e irrequieta-se... longe vai o pensamento, bem além do previsível, do real e material. Deleita-se  em curvas como gaivotas, perde-se num vazio inconstante... eis em nós o que de mais livre há, o pensar.

Cristina Lira


Um comentário: