Tentativa de fuga




Que me resta fazer?
Os balões escaparam de minhas mãos!
Vou sentar próxima a alguma pedra e lamentar?
Não!
Vou escalar morros, montanhas.
Pegar carona em aviões.
Atravessar os oceanos a nado.
Enfrentar tempestades...
Dormir ao relento, fazer uma fogueira pra me aquecer.
Vou ao topo do mundo, se preciso.
E pegarei suprimentos em casa, depois prosseguirei sem cessar.
Mas sei, que em algum momento devo parar e observar a rota desses balões.
E neste momento vou sentar abraçada aos meus joelhos e sorri, pois agora o cenário muda, e ao observar a trajetória dos balões, os verei vindo em minha direção, e provavelmente cairão ao meu lado.
Seria comico, se esses balões não fossem minha vida.
Vida, ora se corre pra viver, ora se nega a morrer...Quem me dera correr sempre atrás desses balões, nesta tentativa de fuga!

Cristina Lira

Comentários

  1. Quem me dera correr sempre atrás desses balões, nesta tentativa de fuga!
    As vezes temos que ir além por conta desses balões,e parar jamais!
    Beijos florê
    Feliz Dia das Mulheres para nós hehe!

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto... Feliz dia das mulheres

    P.S.: Sim, o amor está lá fora em alguma parte, e vou acha-lo, ou, quem sabe, ele me ache... mas quero é amar e ser amado, é ótimo, faz um bem sem explicação para a alma e o coração! bjos

    ResponderExcluir
  3. Por vezes agente tenta fugir outras agente não quer sair do lugar ou até mesmo sair voando em busca de algo. A vida é assim que consegue saber como agir nos momentos delicados da vida, chega longe no caminho.


    Beijos moça, Parabéns pelo dia da Mulher, minhas homenagens hoje e sempre.

    ResponderExcluir
  4. Excellent image Cristina, excellent bright sunny day.

    ResponderExcluir
  5. Super!
    Parabéns pelas palavras, belíssimas..

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia você aprende... - Willian Shakespeare - ( Um dos textos que gosto)

Valorize a pessoa que está ao seu lado e que te aceita como és...

A vida passa rápido demais