domingo, 6 de fevereiro de 2011

O íntimo do ser


Ele estava ofegante de tanto correr, as pernas feridas nas matas espinhosas. O que procurava? Um lugar seguro para sepultar seus medos. Daquele dia em diante decidira que não mais teria medos, e pôs na cabeça que iria sepulta-los bem longe.
Tentou jogar os medos na água, mas ao ver seu reflexo desistiu, imaginou que assim como podia ver-se na água, seus medos também poderiam vê-lo em qualquer lugar que houvesse água.
Quis então, sepultá-los na terra, até cavou uma funda sepultura, mas notou que por onde quer que andasse pisaria em terra, onde quer que estivesse, existiria terra debaixo dos seus pés. Irremediavelmente enquanto vida tivesse pisaria no solo e depois de morto iria se misturar ao pó da terra. Lhe assustou a ideia de conviver a eternidade sendo assombrado por seus medos, e desistiu de os sepultar no lugar que seria uma espécie de, descanso eterno.
Resolveu então escalar uma alta montanha, e jogar seus medos no ar, talvez os ventos os carregassem para longe. E também desistiu, pois concluiu que não era confiável crer no ar, pois os mesmos ventos que engolissem seus medos poderião muito bem vomitá-los novamente de qualquer uma das direções da terra. E teve medo de uma fatal devolução.
E já no cansaço de tanto pensar surgiu-lhe a mente uma brilhante ideia. Decidiu então, fazer uma grande fogueira e queimar cada um dos seus medos, e assim fez, mas na hora de entregar suas tormentas ao fogo, lembrou, que depois de queimar toda a madeira, restariam as cinzas, que poderia ser carregada pelo vento, cair na água, se misturarem com a terra, e novamente chegar até ele.
Seu coração batia desmedido, sentou-se angustiado e observou como o fogo se consumia sem piedade de si mesmo... ao olhar esta cena, lhe veio a solução que tanto procurara, resolveu pois, sepultar seus medos dentro dele, sem piedade, assim como o fogo, que se consumia. E sepultando o medo dentro de si, jamais correria o risco de recebê-lo de outra forma.
E assim fez. Enterrou em si todos os medos...e logo, sentiu-se leve, por entender que tudo que nasce dentro da gente, é lá dentro que deve morrer.

Por Cristina Lira

P.S.: Texto feito especialmente para o site da minha região, o Catingueira net.

42 comentários:

  1. lindo post...
    o maior problema do ser humano realmente é o medo, a unica forma de ser derrotado sem ao menos lutar... a maior fraqueza...
    porém todos temos que enfrenta-los, vence-los e enterra-los dentro de nós mesmos para que fique apenas a lembrança de uma vitória unica contra nós mesmos...
    bjks

    ResponderExcluir
  2. oi Cristina...
    Que texto mais lindo e envolvente que me fez pensar nos meus medos, que assim como ele, estão aqui esperando e presos sem saber onde ir.São meus e por mais que eu os enfrente, de vez em quando, do nada eles aparecem...
    Muito lindo mesmo, aliás, como tudo que você escreve ou cria...
    Beijos e um bom início dre semana com poucos medos.

    ResponderExcluir
  3. Oi menina Cris...

    Lindo demais esse texto...
    Precisa me emprestar para constar no Irmão também...hehehe

    O ser humano e seus medos desmedidos...muito show

    Beijos Cris Lira...Deus te abençoe ! Lindo fim de dia para ti

    ResponderExcluir
  4. que texto lindo...

    fiquei curiosa para saber o epitáfio..

    ResponderExcluir
  5. Ótimo, Cris! Medo inibe e constrange os sonhos. Excelente semana para vc! Bjs!!!

    ResponderExcluir
  6. Cris, adorei seu post, e não há nada tão verdadeiro não é mesmo? Vivemos querendo nos livrar de algo que nos fazem mal mas muitas vezes não sabemos como... Saibas que isso me conforta, estando dentro de mim eu sei que posso dominá-lo e controla-lo...

    Beijinhos iluminados

    ResponderExcluir
  7. Cris está muinto lindo..me deixando ofegante..bjs boa semana...

    ResponderExcluir
  8. Desculpe ir entrando assim, mas passei, gostei do que li, estou seguindo para voltar mais vezes.

    Deixo um beijinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  9. Menina, que lindo! Seu texto ficou maravilhoso!!!!
    Ame muito! Você é incrivel com as palavras *-*

    fica com Deus, amiguinha...
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Cris. Tudo bem?
    Que texto lindo, me enxerguei mt nele.
    Tenha uma semana iluminada.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  11. Cris lindo esse texto.
    Temos que saber agir independente do medo.
    Uma vez eu li: Coragem nao é a ausência do medo, coragem é ter medo e ainda sim, continuar.

    Eu adorei minha amiga!
    Tenha uma semana abençoada!

    Bjs & abraços!

    ResponderExcluir
  12. Não como depositar 'noutro' lugar algo que nasce aqui dentro.
    Caso contrário nos acompanhará sempre, por todos os lugares .. como nosso fiel companheiro, ainda que isto no consuma ..

    beijoos querida.

    ResponderExcluir
  13. Tem selinho pra vc lá no blog! beijos ^^

    ResponderExcluir
  14. Lindo Post"

    Amei seu BloG.
    estou te seguindo
    Me segue Tbm

    Beijos Cor De Rosa...!

    hppt://marcellyrosa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. O medo escorre entre ovs meu dedos
    e entre meus dedos
    eu lambo os dedos!
    (Pitty)

    Devemos respeitar os medos, mais sempre coloca-los em seus devidos lugares.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Uhauu!! Deve ser uma bela região a sua e seu texto, conto está divino, tá? Beijos

    ResponderExcluir
  17. Querida tem selinhos para vc lá no meu canto de selos!
    Espero que goste...
    Tenha uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  18. quue lindo criis vç é uma pessoa iluminada mesmo !!

    ResponderExcluir
  19. Que perfeitoooo!!!

    *---*

    Está aí uma verdade incontestável!!! O que nasce dentro da gente, deve morrer dentro da gente!!

    =D

    Concordo plenamente!!!

    Bjãooo

    ResponderExcluir
  20. Cris, ficou Belíssimo! Parabéns mais uma vez!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  21. Oi menina Cris...
    Ontem acho que nem deixei beijo de boa noite...
    Humpft...
    Tô na correria, novo emprego...fim de semana compenso...hehehe
    Beijos então, linda e abençoada noite !
    Se cuide

    ResponderExcluir
  22. Oi,Cris!Lindo post, o medo deve ser sepultado dentro de nós mesmos, só assim poderemos ser verdadeiramente livres dele.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  23. Cris, que belo texto! tens domínio das palavras, menina!
    Bjo e sorrisos pra ti.

    ResponderExcluir
  24. ei Criss...parabéns lindo blog e lindas palavras
    realmente o medo faz com que nossos problemas fiquem maiores do que realmente são
    parabenss

    ResponderExcluir
  25. Maria Helena - CATINGUEIRA NET10 de fevereiro de 2011 10:34

    Oi, passei pra te dizer que és um sucesso. Puderas, com tanto domínio das palavras e sensibilidade de escrita vais longe.Um beijão!

    ResponderExcluir
  26. Parabéns pelo post.eu o li duas vezes e o salvei(tô roubando,mas pra uso próprio.kkk!).amei essa música de fundo.Depois vc pode me passar o link dela?Beijos e boa noite. ;*

    ResponderExcluir
  27. OLÁ
    ADOREI SEU BLOG E ESTOU SEGUINDO
    ME SEGUE?
    WWW.AMORIMORTALL.BLOGSPOT.COM
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  28. Oi minha querida...
    Estou sentindo falta de você, então passei pra deixar um beijo e um ótimo final de semana. Fiquei preocupada pois vc posta todos os dias, assim, a sua ausência me intrigou.Espero que esteja tudo bem.
    Beijos no seu coração...

    ResponderExcluir
  29. O medo realmente nos acorrenta, nos privamos de tantas coisas devido ao medo, mas em certas circunstâncias ele nos salva!!!
    Muito bom o seu espaço, criativo, fala sobre muitos assuntos que me intrigam e tambpem costumo abordá-los.

    Seguindo-te.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  30. Muito bom mesmo.

    Estou seguindo o Blog. Peço para que siga o meu:

    http://confissoesdeumescritor.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  31. Cris amga'querida, ta sumida.
    Tudo bem como vc?

    Sinto falta dos seus textos reflexivos.
    Tenha uma linda semana!

    Bjs & abrraços!

    ResponderExcluir
  32. Menina Cris...por onde andas ? Humpft...

    Vim deixar o beijo carinhoso e desejar que tudo esteja bem...Hoje vou colocar o seu texto lá...humrum...

    Deus te abençoe !

    ResponderExcluir
  33. Cadê você?? Perdida no por-do-sol? em coqueirinho? quem sabe desfrutando o sol pleno de tambaba...Tô com saudades! Beijos!!!

    ResponderExcluir
  34. Vim aqui para através deste texto e do blog do Fernando Imaregna. Como gostei...Aqui estou...

    Olha que eu não sigo qualquer um! Não de desiludas!!!!

    lol

    ResponderExcluir
  35. Você escreve maravilhosamente!
    Obrigada por visitar meu cantinho, é um prazer te receber por lá.

    Te sigo,
    Abraço

    ResponderExcluir
  36. tem selinho pra vc no blog!!!!

    beijos

    ResponderExcluir
  37. Formoso. Transmites tuas ideias com muita clareza. Parabéns.

    Nunca medo, só esperança.

    Muito ânimo.

    ResponderExcluir
  38. Cris! Que saudade de vc e do seu SILENCIO!
    Tudo aqui me faz tão bem.
    Ótima semana para você linda!
    Bjos na Alma!

    ResponderExcluir
  39. Oi menina Cris...
    Passando para deixar um bjo carinhoso...
    E dizer q sinto sua falta...hum rum...
    Deus te abençoe !

    ResponderExcluir