domingo, 27 de fevereiro de 2011

Minhas Vitrines



Aos que jogam pedras nas vitrines da vida
sem nenhuma consideração aos sonhos que existem lá dentro, talvez devam ter vitrines resistentes, mas as minhas estão estilhaçadas,  estou juntando e reconstruindo cada um dos pedacinhos de vidro.
Porém ao pensar em quebrar minhas vitrines novamente
aumentem o tamanho das pedras...
Pois do lado de cá, das minhas vidraças
há uma enorme catapulta.
Espero que suas vitrines sejam de concretos!!!



C.Lira

4 comentários:

  1. Nossa meu anjo eu amei o seu blog... é incrível msmo...
    eu sou D.C DO VOZ DA GALERA!!! me visita e se gostar me segue eu com certeza já estou lhe seguindo.
    http://galera-davoz.blogspot.com
    bjuss

    ResponderExcluir
  2. é amiga isso é a mais pura verdade,vc me autoriza roubar sua postagem,rsrs
    bjss

    ResponderExcluir
  3. Maravilloso poema, de cristal tu alma!

    ResponderExcluir
  4. Seja a verdade em qualquer idioma, ou apenas a arte de expressar o que penso, as vezes ferindo ou alegrando, gerando vida, ou levando para profundo desespero, não sei ao certo quem sou, a gota de amor, ou a lamina que corta, quando pego meu violão, e arranho para os anjos uma melodia que não é minha por que não sou daqui, sou apenas alguém que está de passagem para ver o quanto é lindo toda transformação seja ela qual for, até mesmo a minha.

    ResponderExcluir