domingo, 20 de fevereiro de 2011

Luz de rapina



A luz, 
gosta tanto do nosso brilho,
que sai fabricando cópias nossas,
as sombras,
só para que se misturem
ainda mais a ela.
Somos tão importantes 
que o universo não se contenta apenas em nos ver,
ele é mesmo egoista, 
nos quer sentir.
A terra tem nossa matéria
A luz tem nossas sombras
E para as sombras a nossa luz.
A essencia que nos envolve
vai além do que se vê
Somos tão importantes
que as vezes não nos enxergamos
...

C.Lira

6 comentários:

  1. A que bom q vc voltou mesmo!

    E que poema lindo! Nunca vi ninguém escrever assim sobre a luz *-*

    Saudades da sua amizade tbm *-*

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Cristina que lindo seu poema,a luz é um lindo e inesgotavel tema para lindos poemas de amor,
    adorei conhecer seu blog,ja sou sua seguidora se posivel gostaria de convida-la a conhecer meus blogs,são dois.9aosolhosdaalma.blogspot.com)

    (mentoresdeluz.blogspot.com)com carinho marlene

    ResponderExcluir
  3. Adoro estar aqui e sentir a sua luz, esse brilho me envolve a alma e aquece meu coração, amei o poema, não poderia ser mais perfeito para esse fim de tarde! bjs fica na paz e muito obrigada pela sua visita minha amiga querida, Que Deus ilumine seus passos pra você continuar nos trazendo o essa luz...

    ResponderExcluir
  4. Somos constantemente furtadas pela luz, ela arrebata as nossas sombras para que fiquemos para sempre escravos dela.
    Um bj querida amiga, lindo texto

    ResponderExcluir
  5. Minha amiga Cris, que lindo! Adoro estar aqui com você...Bom domingo.

    ResponderExcluir
  6. Oi Cris...
    Passando pelo blog do Nando tomei um susto, pois vi lá uma Cristina Lira mais morena e ainda mais linda. Pensei, será que que é ela mesmo...
    Cá estou para conferir e pra te dizer que vocÊ ficou com ar de misteriosa e com uma luz ainda mais brilhante, feito um clarão que ilumina os nossos caminhos com uas poesias lindas.
    Beijos e um ótimo início de semana

    ResponderExcluir