quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011


As ideias me consomem o juizo.
Os pensamentos me atordoam,
como relâmpagos que clareiam a escuridão
Meu mundo é um balaio,
cabe muita coisa
Mas o incrivel mesmo,
é quando me procuro,
e não me acho.
E quando me encontro me perco.
Minha cabeça é como uma rua,
cheia de becos.
E toda vez que penso que me encontro,
eu me perco.
Nos pensamentos que congestionam
 as ruas e os meus becos...

Cristina Lira

Um comentário:

  1. Quando eu penso que me encontro, eu me perco. Isso é tão vivo em mim! As vezes a ignorância....


    Jamile C.

    ResponderExcluir