Expecta(dor)a


As dores que jazem aqui dentro são antigas, elas me acompanham desde que nasci. São adagas que estilhaçam meus dias, produzindo um semblante que sorri quando na verdade a alma desmorona.
Dores que não são por amores, isso não produz dor em mim...
Dores que não são por amizades, antes elas causam-me alegria exagerada...
Dores que vem de fora e invandem-me, não de longe, mas de perto, muito perto...
São como correntes fortes que tentam me destruir ao passar dos dias, mas ainda resisto, embora não saiba até quando...
Dor?
Ela apenas me toma como abrigo e como se não fosse o suficiente me faz expectadora...

C.Lira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia você aprende... - Willian Shakespeare - ( Um dos textos que gosto)

Valorize a pessoa que está ao seu lado e que te aceita como és...

A vida passa rápido demais