sábado, 18 de dezembro de 2010




Não me traga rosas, já que você se comporta como espinhos.
C. Lira

10 coisas sobre as pessoas



Dez coisas que levei anos para aprender...
Luís Fernando Veríssimo

1. Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o
garçom ou empregado, não pode ser uma boa pessoa. (Esta
é muito importante. Preste atenção, nunca falha).

2. As pessoas que querem compartilhar as visões
religiosas delas com você, quase nunca querem que você
compartilhe as suas com elas. (Está cheio de gente
querendo te converter! Mas não tenha preconceito com nenhuma religião).

3. Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e
dance. (Na maioria das vezes quem está te olhando também
não sabe! Ta valendo!).

4. A força mais destrutiva do universo é a fofoca. (Deus
deu 24 horas em cada dia para cada um cuidar da sua vida
e tem gente que insiste em fazer hora-extra!).

5. Não confunda sua carreira com sua vida. (Aprenda a
fazer escolhas!).

6. Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio
para dormir e um laxante na mesma noite. (Quem escreveu
deve ter conhecimento de causa!).

7. Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a
razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca
atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria
'reuniões'. (Onde ninguém se entende.....)

8. Há uma linha muito tênue entre 'hobby' e 'doença
mental'. (Ouvir música é hobby... No volume máximo às
sete da manhã pode ser doença mental!).

9. Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito.
(Que bom!)

10. Lembre-se: nem sempre os profissionais são os
melhores. Um amador construiu a Arca. Um grande grupo de
profissionais construiu o Titanic. (É Verdade!).

"Guardar ressentimentos é como tomar veneno e esperar
que outra pessoa morra."
William Shakespeare

“Às vezes me parece que estou perdendo tempo, às vezes me parece que, pelo contrário, não há modo mais perfeito, embora inquieto, de usar o tempo: o de te esperar.”

(Clarice Lispector)

Identidade, assusta?


Vou ser livre...decidi, isso só depende de mim. Vou sorrir, brincar com o medo, assustar o desespero. Vou fugir de tudo que queira me aprisionar, das pessoas que querem me ver chorar. Estarei dando gargalhadas dos que me escarnecem por ai, daqueles que por trás de muros falam de mim, se eles me conhecessem pelo menos sentiriam culpa. Vou soltar o cabelo e sacudi-lo ao vento, quero mais é uma tempestade de sentimentos, o equilíbrio em alguns casos, e o desgoverna-se ao máximo em outros. Vou dar motivos reais para falarem de mim, quero que se incomodem comigo, quero meu nome em todos os noticiários, jornais e rádios, não como gente de má fé, mas como alguém que não tem medo de ser como é. Não vou seguir a moda dessa sociedadezinha, que finge que é perfeita e a todos recrimina, vou ser autentica até a todos doer, que se esbaldem no incomodo os incomodados, nem por isso vou morrer.
Quero sair na chuva, girar descalça no meio da rua, cantando minha canção favorita.
Não quero saber de moda, tudo isso só incomoda. Tomar sorvete e dormir na praia.
Vou assustar todos os meus fantasmas, vou escandalizar a noite com minha luz. Minha identidade revelada olhares curiosos produz.
(C.Lira)

Dias...dias...



As coisas seguem rumos inimagináveis. E pensar no futuro uma certa insegurança pode se apoderar dos nossos pensamentos. Não dá para prever os minutos seguintes, as horas vindouras...mas é certo que o que fazemos agora influenciará no modo como tudo acontecerá, porque nada acontece em nossas vidas de forma isolada. Uma grande teia, é assim nossos dias. Cada passo que damos agora contribui como alicerce para os demais.
(C.Lira)

Enganando os medos


Vou seguindo, como quem conhece o caminho, me enganando por vezes nesses trilhos.
Estou suavizando a realidade, tentando deixa-la mais leve, menos pesada...
É difícil conter as lágrimas em alguns momentos,
mas tenho o poder de conte-las ou disfarçar em um simples cisco no olho.
É difícil fazer quase tudo, mas nada teria graça se fosse fácil de realizar, perderia o sabor de guerrear por algo, não haveria o gosto da vitória, e o sorriso espantoso do "eu consegui".
Vou seguindo, finjo que conheço o caminho.
Na verdade não conheço esta estrada, mas trilho-a sem medo, porque me engano dizendo "tá tudo bem, não precisa ter medo", e funciona...e vou seguindo...
E os monstros vão desaparecendo aos poucos, e eles tem medo da minha aparente falta de medo.
Tenho tantos medos aqui dentro...mas não os deixo escapar aos olhos de ninguém, assim pareço forte, e consigo driblar a fraqueza e a incapacidade.
Nada aqui irá me fazer afundar, e se isso vier a acontecer, não tem problema, eu aprendo a nadar.

Cristina Lira


"Minha alma tem o peso da luz.
Tem o peso da música.
Tem o peso da palavra nunca dita,
prestes quem sabe a ser dita. ..."
Clarice Lispector

Por favor, não se vá.


Não me deixa só aqui!
Por favor, não vá embora, não agora que te conheci. Fica um pouco mais... não desapareça da frente dos meus olhos, do contrário eles cegaram de tanto te buscarem. Não abandone minhas mãos, sei, elas congelaram pela falta do calor das tuas, e meus ouvidos ensurdeceram sem tuas palavras.
Por favor, não se vá, do contrário, sei, minha vida também partirá, nada mais serei senão, uma alma sem luz, pairando por ai, em busca de um sopro de vida. Se puder ficar um pouco mais, fica. Só não vá agora, não agora que preciso de você, e é um precisar eterno.
Não me deixe olhar pra trás e ficar procurando teus passos próximos aos meus.
Você me hipnotiza, me anima, me extasia...me faz viva.
Fica junto a mim, tão próximo que possa sentir sua alma tocar a minha.
(C.Lira)

Meu anjo



Meu anjo tão humano resplandece em sua humanidade tão divina. 
Me causa êxtase esses teus olhos, me faz parar no tempo.
Teu modo de sorrir me faz rir.
Teu jeito de falar me faz querer estar por perto, sempre.
E quando penso que me perco, me vejo em você,
transposta em sua alma, e refletida em teus olhos.
Meu anjo, minha realidade...esse tal de bem querer que se quer junto.
Minha primavera aconteceu, no instante que você apareceu.
(C.Lira)
 

Gente do bem



Como existem pessoas especiais!
Pessoas que nem conhecemos direito, mas que pelo simples fato de caírem por um acaso em nossas vidas, se tornam especiais, por seu jeito verdadeiro de ser.
Dizem que o mundo está cheio de gente que só vive a prejudicar seus próximos, prefiro crer que esse tipo de humanos é uma pequena minoria se comparado a imensidão de gente boa que tem por ai, pessoas que desejam e praticam bondade.
C.lira