domingo, 24 de outubro de 2010

Ausência


Diante desta volúpia que esbravece meu ser pela nostalgia desta tua ausência, me perco em meu próprio subconsciente de tanto, de forma consciente, pensar em ti, e crio e recrio momentos transcendentes ao presente.
Meus olhos por não verem a luz que vem de ti, causam penumbra dentro de mim. E este estado penumbroso que estou necessita de uma luzerna que exonere a quase plena escuridão escusada que quer me toldar.
Doce e profunda afeição que não será profanada pelo tempo. Não obstante, esta ausência, que ao invés de instigar o esquecimento, ti acentua em meus pensamentos.
Esta ausência confirma que já és presença em minha vida. E toda essa fugacidade de sentir, me faz em delírios, te ver diante de mim em meio  velozes lapsos de memória.
C. lira

Apenas um centímetro


Por Elisabete Lira


Dentro dos meus pensamentos incontáveis
Em sonhos indecifráveis
Estive em busca de uma alma
Que pudesse rir com a minha
Dançar sobre a lua e amar sobre o mar.
Busquei na vida real o que os meus olhos desejavam encontrar.
Encontrar alguém que pudesse me ver
E notar que a vida está a mostrar que o amor é algo incrível.
Em um dia tão comum descobri o sentimento que sempre busquei.
Sentindo isso por alguém tão comum...comum como eu, e da forma que imaginei nos meus incriveis sonhos.
É assim que acontece?!
Descobri hoje que quem tanto busquei encontar estava há apenas alguns centímetros de distância.


Por Marília Félix

Que serei eu assim vivendo sem ti?
Se o meu amor exacerbado é tão retumbante
quanto o léxico dos sonhos contigo;
Dormir, sonhar, acordar...tanto faz...
Se a tua imagem não sai do meu semblante
Ela roubara todos os meus pensamentos
E antes eu, que era o que pensava
Agora vivo com o âmago à espera do teu amor;
E mesmo sabendo que nunca poderei ser correspondida
Prendo-me a estes teus braços, que me carregam dia e noite
na ilusão constante em que vivo.
Viver assim, com esse paradoxo de sentimento platônico,
com toda essa ideologia errônea que não me satisfaz...
Minutos passam e o meu desejo continua sem resposta
Mas mesmo assim, seguirei com esta prosopopéia sonolenta
que me acalenta veemente.