sábado, 4 de dezembro de 2010

Meu amor




Meu amor se vai como uma ave livre e
se chega como quem se perde no caminho
Meu amor é viajante e não tem onde fazer seu ninho
Ele é tão nomade em seus passos que o amo com cuidado
Pois prefiro ama-lo vendo-o de longe alçar voos
do que te-lo preso ao meu lado
Meu amor tem a liberdade que quer e nem imagina o quanto o quero
E se for pra continuar vendo seu sorriso mantenho tudo em segredo
Antes vê-lo ao longe sentado seu livro lendo
do que perto e dos meus olhos se escondendo
Meu amor que é só meu me faz companhia sem saber
Como o admiro ao longe, as vezes ele percebe e me vê
e finge que não sabe que é meu bem querer...

c.lira

3 comentários:

  1. Não há explicação para o verdadeiro amor.Simplismente amamos! Wow!

    Cris você é capaz de ir tão longe ao falar de coisas que parecem tão simples aos olhos, mas que na verdade são tão sublimes ao coração. Lindo! Te Adoro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Bast..valeu meu amigo, meu irmão!!!
      Bjos no coração...

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir