A busca

 
 
Soltos os sentimentos e desejos, vagando como um caçador sedento pela caça.
Entre multidões vagando, como quem busca por algo, ou alguém.
Olhar fixo nos propósitos, nos desejos que tomam conta do momento.
Passos  suaves ao chão, nenhum barulho é produzido, a não ser as batidas de um coração quase adormecido.
Parece, sim, parece uma caça, onde a presa tem todos os requisitos que a enquadra.
A noite sempre presenteia o melhor cenário, ao dia tudo parece fugir.
(C.Lira)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia você aprende... - Willian Shakespeare - ( Um dos textos que gosto)

Valorize a pessoa que está ao seu lado e que te aceita como és...

A vida passa rápido demais