terça-feira, 16 de novembro de 2010

Tentativas



Tentativas de falar em vão, sobre o que nasce no coração. Já foram feitas todas as apostas, talvez ainda reste uma "carta na manga"... para se dizer o que já ficou subtentido, para terminar de trilhar a outra metade do caminho.
Algum detalhe parece esquecido, para que esse conjunto de tentativas não fique tão apagado e sim com mais vida e um melhor colorido, e assim, quem sabe possa ser notado todos os passos já dados e todos os esforços até agora realizados.
Ainda resta uma minúscula partícula de ousadia, que pede para ser levada a prática, nestas tentativas tão vagas de apenas falar sobre o que nasce no coração. É uma súplica de desapego a razão que por vezes surge para calar as vozes da emoção daqueles que têm medo de ir ao encontro  dos passos que não estão nem tão longe e sim por vezes ao lado...
(C. Lira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário