quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Frio...




Tuas palavras frias
se encontram com meu coração
que por ti morre de amores.
Esse seu jeito de falar tão incompativel com esse sentimento
faz brotar dentro de mim um tremendo silêncio
como em um dia de tempestade
em que o céu se veste de negro.
c.lira

Nenhum comentário:

Postar um comentário