segunda-feira, 8 de novembro de 2010


A fé que nos move não precisa ser vista e sim sentida pelas ações que produzimos. Não há necessidade alguma em prova-la a outrem já que os unicos interessados em nossa fé somos nós mesmos, ela é particular como um segredo, indefinivel como a vida, embora inventem conceitos.
E nos preenche até explodirmos em sentimentos que se traduzem em ações de caridade.
Podemos nos esconder no meio da multidão mas não podemos recuar. E se muitos por ai não têm no que acreditar que se reservem ao direito de assim viver sem interferir nossos passos.
Cristina lira

Nenhum comentário:

Postar um comentário