quinta-feira, 11 de novembro de 2010


Estou seguindo sozinha, porque simplismente não quero esperar a tempestade passar. A estrada está alagada, o céu soltando gritos barulhentos, mas estou seguindo. Em algum momento da estrada ela passa, vou perder tempo demais se ficar parada esperando essa chuva cessar.

Cristina Lira

Nenhum comentário:

Postar um comentário