quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Precisa-se de silêncio



Não entendem que preciso de silêncio,
é impossivel pensar em meio a toda essa confusão.
Preciso de um lugar calmo, onde as folhas caiam ao chão sem serem notadas
Onde a luz passe devagar e sem fazer os olhos fechar diante de raios ofuscantes.
Preciso da calma das vozes e não da algazarra dos gritos,
dos passos que caminham sem arrastar seu peso,
das águas que correm no mais silencioso rio de aguas negras pela noite.
Quero escutar palavras que tragam vida, pois as que trazem morte já as ouvidos todos os dias, ede forma constante e impetulante.
Não me tragam amores adornados e metalizados, tragam-me amores de sangue, que corram vidas e não que imitem vidas.(C.Lira)

2 comentários:

  1. Adorei esse texto.
    É a mais pura realidade, da qual todos precisamos.
    "Silêncio, palavras que tragam vida, entre outros"

    ResponderExcluir
  2. Valeu por comentar Tião!
    Bjos pra ti...

    ResponderExcluir