quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Não espere ajuda, mova-se!



Não se entregue a essa dor, se afaste dessa correnteza,
Sei que está escuro, seu ar quase faltando,
mas nade contra essa força,
Encontre algo para quebrar essas correntes, seja forte e bravo o suficiente para lutar por você, não espere ajuda, talvez não haja ajuda externa.
Você é forte o sufucuente por ter você,
Saia dessas ondas,
Levante a cabeça, caso contrário, estaras satisfazendo o gosto dos teus inimigos.
Não, não respire tão fraco assim, não se entregue facilmente.
Erga-se na melhor pose que puder.
Empunhe toda energia que te resta e a transforme em um mega poder,
Você não precisa de tanta ajuda assim,
Você pode começar sozinho,
a mudar toda essa teia de aranha que te acorrentou,
apenas nade contra a corrente, não se entre aos braços desse mar negro.
És forte demais, respire fundo e saia dessas águas, adiante há uma ilha preparada pra voce.
Construa seu mundo, não espere tanta ajuda assim, voce pode começar sozinho.
Você tem muito guardado ai dentro.
Apenas nade e saia desse mar!
(C.Lira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário