quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Amor além da morte



Hoje levei flores ao seu túmulo.
Reguei as rosas que plantei há alguns dias.
Deixei-te umas e outras lágrimas, não para que as sepulte contigo, mas para que renasça com elas.
Não têm sido fácil esses dias desde que você se foi. Minha vida até parece já não me querer mais. Pois minha vida sente saudade da tua vida.
Em nossa casa todas as nossas lembranças, em minha mente tudo permanece igual, até você.
Minha morada agora é onde tu moras.
Continuarei vivendo porque há em mim uma parte tua de vida que não pode morrer.
E este abismo mortal que nos separa, me trás frio por não ter teu corpo quente e teu afago agasalhador aqui, comigo.
Tua partida tão precoce me deixou aqui tão pobre, pois aqui nada há de meu, já que você era meu tudo.
Mas sempre te trarei rosas e lágrimas. Para que lembres sempre do nosso perfume e não se esqueças da nossa vida.
Mas me deixastes um pequeno diamante que cresce cada dia mais, e o meu nada sem ti já não fica tão vazio. Partistes do alcance dos meus olhos para renascer dentro de mim. E toda essa sombra que você me deixou quando se foi, cede lugar para um pouco de luz. Um anjo que se ergue para me socorrer por todo esse tempo que viverei sem você.
E carregarei sempre comigo os anos que vivemos juntos, seguirei com os nossos planos. Dizem que o amor verdadeiro é forte, ele não cessa depois da morte.
Amanhã estarei aqui e te trarei rosas e lágrimas...
Cristina Lira

4 comentários:

  1. A morte mata a vida, mas nunca o amor...
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  2. é...o amor verdadeiro transpassa o limite da matéria...obg por estar aqui sandra!!!

    ResponderExcluir
  3. Este é o verdadeiro amor!
    O amor que nada é capaz de destruir...

    ResponderExcluir
  4. GOSTEI DO SEU BLOG !

    JA VIREI LEITOR !

    UM BEIJO , CRISTINA !

    ResponderExcluir