terça-feira, 19 de outubro de 2010

Além do que se vê

Se as luzes se apagarem, ainda restará o esplendor da própria escuridão. Nada é tão obscuro que não possa carregar sua própria luz, ou tão sem graça que não possa carregar sua beleza. Essa mania de notar apenas o que é notado é o mesmo que fechar os olhos a escuridão. Atras do que se consegue enxergar está um infinito. E muito do que sentimos, só sentimos... Um mundo que não podemos ver apenas sentir e transmitir. Até mesmo o que se classificam por horrendo tem sua essencia existencial. E cada ser, independente de quem seja, carrega consigo um grande universo, que só pode ser visto por aqueles que portam olhos que percebem as coisas simples da vida.
Há mais detalhes a se descobrir numa pequena pedra do que em uma grande rocha.
Cristina Lira

3 comentários:

  1. Muito bom \o/
    A vida é como um grande espetáculo... Espetáculo este, no qual, não podemos simplismente ver as coisas boas, e sim admira-las... Mas como? Deixando que o coração seja o protagonista deste grande espetáculo!

    ResponderExcluir
  2. Nossa! concordo contigo! Obg por sempre comentar...por sempre me visitar!
    Bjos pra ti...

    ResponderExcluir
  3. adorei é muito lindo parabéns*****

    ResponderExcluir